quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Curiosidades


TERAPIA PARA CASA BASEADA NOS 5 ELEMENTOS

Existem cores, aromas e formas de organização que combinam especialmente com cada temperamento associado aos cinco elementos, segundo a tradição chinesa: Terra (prático), Fogo (líder), Madeira (criativo), Metal (guerreiro) e Água (sábio). “Na verdade, somos um pouquinho de cada um, embora um deles sempre prevaleça”, diz o arquiteto mineiro Carlos Solano, que estudou e escreve sobre feng shui e comanda um curso sobre Terapias da Casa. Ele explica como fazer pequenas mudanças para equilibrar as energias. Identifique qual tipo de pessoa você é e experimente aplicar essas dicas na decoração.
Quem se identifica com o tipo Terra é prático, responsável e disciplinado. Mas tanta seriedade pode virar uma sobrecarga de preocupações. “Para reverter o caso, libere o que não lhe serve mais”, indica o arquiteto. Tons de bege e marrom devem ser evitados. E borrifar pela casa aroma de eucalipto é bom para estimular a vontade.
Pessoas com temperamento Fogo vivem com dinamismo, enxergam longe. Toda essa intensidade pode causar insônia, hiperatividade, hipersensibilidade, con¬flitos… Para melhorar esse quadro, Solano recomenda reduzir o uso da TV e dos computadores. Na decoração, vale evitar cores quentes e dar um fim no que for excessivo. Deixe os ambientes limpos e ordenados, e aromatize a casa com alecrim (ligado à alegria).
Quem é de Madeira é criativo, atua com entusiasmo, o que pode se transformar em nervosismo e até no oposto, a apatia. Contra a agitação, que tal encher a casa de plantas, que descarregam as tensões? Se a depressão for o caso, Solano aconselha evitar a imobilidade; experimente mudar móveis e quadros de lugar. Para complementar, espalhe pela casa o aroma de hortelã, que dissolve a negatividade.
A pessoa do tipo Metal é batalhadora, bastante focada em suas metas e exige o máximo de si e dos outros. Para balancear tanta rigidez, Solano contraindica decorar a casa de uma forma impessoal e ordenada demais, com paredes e ambientes vazios. A dica é acrescentar cores, flores e um aroma estimulante, como o de canela ou o de jasmim.
Quem tem as qualidades da Água é profundo e sensível. Intuitivo, costuma ter óti¬mas ideias. Mas, se deixar estancar o fluxo, acaba se afundando facilmente em medos, insatisfações, vícios (inclusive em trabalho) e depressões. “Para contrabalançar, evite a estagnação no ambiente: bagunça, sujeira, velharias e cores frias ou escuras. Invista no autoconhecimento com a ajuda do aroma e dos arranjos de rosas, um antidepressivo”, ensina o arquiteto. Mudando detalhes, essa terapia promete transformar o que é mais importante na casa: o morador.


fonte: www.homeclub.airwick.com.br


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banner Arte com Sabor