sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Mitos e verdades sobre medicamentos vencidos.

O remédio vencido ainda faz efeito? Causa intoxicação mesmo?

Todo medicamento possui a data de validade em sua embalagem. Assim que o medicamento ultrapassa esta data, não há garantia de que faça o mesmo ou algum efeito terapêutico.

Já medicamentos como xarope, descongestionante nasal, colírio e medicamentos para problemas no ouvido perdem o seu efeito após o prazo de um mês depois de aberto, não importando a data de validade.

Se você guarda os seus medicamentos em locais úmidos, que recebam muitos raios solares ou calor, aí é um problema. O ideal é mudar logo eles de lugar porque com certeza vão vencer o prazo de validade bem antes do tempo.

Os centros de Toxicologia recebem inúmeros casos de intoxicação por ingestão de medicamentos vencidos. Muitos acham que a data de validade não passa de marketing farmacêutico para o consumidor comprar outro remédio ou algo parecido. Existem casos em que a pessoa toma o medicamento e o mesmo ainda chega a fazer o mesmo efeito, como também existem casos como o da criança que morreu recentemente no Rio por ter recebido um medicamento vencido. Existem outros também de queimaduras horríveis por pomadas e cremes vencidos.

Quanto ao descarte do material, muito cuidado também. Não joga o remédio dentro da sua caixa ou embalagem originais, pois tem muita gente que pega, leva pra casa e toma. Como já diziam: "tem doido pra tudo no mundo". O ideal é levar o medicamento para a Vigilância Sanitária local. Em Itabaiana, a Vigilância fica situada na Av. Olimípio Grande, s/n (em frente ao Campus da UFS). Maiores informações pelos telefones 3431-3366 ou 3431-4144. Lá eles fazem semanalmente a incineração dos materiais. Caso não tenha como ir à vigilância local, descarta, com muito cuidado, em casa mesmo. Se for líquido derrama na pia, lavatório ou sanitário. Se for comprimido joga no vaso sanitário e dá descarga.

- evite deixar os remédios expostos diretamente ao sol ou sob calor forte, como no carro, principalmente no porta-luvas ou dentro de bolsas em estacionamento aberto;

- não triture o medicamento ou abra as cápsulas para misturar com os alimentos, isso pode gerar interações provocando diferença na atuação do medicamento;

- não abra as cápsulas para dissolver em água, pois isso pode alterar o efeito do medicamento;

- ao adquirir o medicamento, o usuário deve verificar o prazo de validade, que está impresso na caixinha. O medicamento deve ser válido, no mínimo, pelo período de tratamento.

- medicamentos não devem ser deixados em cima de microondas, forno elétrico, geladeira e televisão.


Jeferson Machado,
Farmacêutico Bioquímico Clínico.


FONTE: http://www.itnet.com.br




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banner Arte com Sabor