domingo, 2 de março de 2014

Plano anti-inchaço

Muitas vezes, é o líquido que se acumula entre as células que faz o jeans ficar insuportavelmente apertado, mas é possível descongestionar os tecidos e eliminar esse excesso, a ponto de substituir o número 44 pelo 42, ou menor ainda, em pouco tempo. A estratégia é prestar atenção aos ingredientes de cada prato e cuidar para que o sangue circule livremente, com massagens e atividade física, mais ainda nos dias que antecedem o período menstrual. 

Mais água – Beber água para estimular o funcionamento dos rins é a melhor forma de eliminar líquidos, inclusive os que ficam retidos onde não deveriam estar. Sobre a quantidade ideal, atenção: quem espera sentir sede para beber já passou do ponto – esse é um claro sinal de que o corpo está desidratado. Mas também não é o caso de exagerar: oito copos por dia é uma boa medida. Pode ser menos para quem não dispensa frutas, como melancia e abacaxi, e verduras, que são fonte de água. A cor da urina ajuda a avaliar se o corpo precisa ou não de mais água. O ideal é que esteja sempre bem clarinha.

Mil chás – Recomendam-se chás de plantas que combatem o inchaço, como cabelo-de-milho, tomilho e folhas de abacateiro, encontradas em mercados e farmácias de manipulação.

Na banheira – Para incrementar o efeito descongestionante, adicione flores de camomila.

Menos sal – Além de reter água, o sal estimula o apetite, porque aumenta a salivação e a acidez gástrica. Tome cuidado com os pratos prontos: o sal costuma ser usado para acentuar o sabor nos legumes em conserva e enlatados em geral, sopas prontas e biscoitos. Dose também o consumo de alimentos naturalmente ricos em sódio, como leite e queijos (mesmo os lights) e condimentos como a mostarda e o molho de soja. No restaurante japonês, prefira o shoyu light ou dilua o tradicional em um pouco de água. Saudável também é perder o hábito de salgar os pratos antes mesmo de experimentar e aprender a temperar com ervas e especiarias.

Em ritmo de marcha – Reter líquido pode acrescentar muitos quilos ao seu peso – quilos que ficam concentrados na parte baixa do corpo por causa do mau retorno da circulação venosa e linfática. Caminhe pelo menos três vezes por semana e, se puder, marche, dando passos curtos e levantando os joelhos durante 15 minutos: esse movimento mobiliza os músculos profundos da perna, ativando a circulação.

Ajuda manual – A drenagem linfática é a massagem ideal para diminuir o edema (inchaço). Com pressões suaves, mas certeiras, no percurso dos vasos, a técnica ativa o retorno da circulação – por isso é a mais indicada para tratar edemas pós-operatórios. Como tratamento estético, a técnica favorece a eliminação dos líquidos e toxinas que o corpo retém. O ideal é fazer pelo menos dez sessões de 40 minutos, uma vez por semana.

Pós-massagem – A circulação linfática agradece a ajuda da gingko biloba e do hamamélis. O chá de castanha-da-índia (ralada) melhora a circulação, e o de cavalinha ajuda o corpo a eliminar toxinas pela urina, que fica bem densa.

Operação TPM – O peso pode aumentar de meio a dois quilos por ciclo, resultado da instabilidade hormonal. Magnésio (nas nozes, amêndoas e laticínios em geral), vitamina B6 (nos cereais integrais, frutas e verduras) e óleo de prímula são fortes aliados para contra-atacar a retenção de líquidos, típica do período. A banana é rica em potássio, nutriente essencial para quem costuma ficar edemaciada.

SOS proteínas – O menu tem que incluir proteínas antes e durante o período menstrual: nessa fase, a falta do nutriente favorece o vazamento aquoso para fora dos vasos sanguíneos, gerando o inchaço. Para não reter líquidos, a dosagem diária recomendada é de um grama de proteína por quilo do corpo – ou seja, 60 gramas de proteína para alguém que pesa 60 quilos. Não é difícil atingir esse volume: 30 gramas em uma fatia grande de queijo branco (que caiba na palma da mão) mais 20 gramas em dois ovos.

Efeito esponja – No livro "Você é o que você come – a dieta definitiva" (Editora Alegro), a nutróloga inglesa Gillian Mckeith recomenda comer feijão azuki. Repleto de nutrientes reguladores do peso, esse feijão age como uma esponja, absorvendo o excesso de líquidos do organismo.

Fonte: Medicina Natural (texto adaptado) 
http://www.curapelanatureza.com.br/



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Banner Arte com Sabor