segunda-feira, 28 de abril de 2014

Ioga: o que acontece com seu corpo e sua mente durante e depois da prática

Descubra como essa antiga forma de exercício vence o stress e revigora físico e mente.

A prática da ioga traz benefícios para o corpo e a mente.
Foto: Getty Images

Cérebro


O que parece ser um início lento - respirar profundamente, inspirar e expirar - desperta o córtex pré-frontal, uma região importante do cérebro para o pensamento superior. Você fica mais inteligente: em um estudo, as pessoas pontuaram mais em testes cognitivos após 20 minutos de ioga.

Seu foco intenso ajuda a acalmar a amígdala, que possui um papel significativo nas emoções. Isso significa mais controle sobre sentimentos como a raiva e o medo.
Ao mesmo tempo, o nível de substâncias químicas do cérebro que afetam a felicidade, como o Gaba (ácido gama-aminobutírico), pode subir, fazendo da ioga um tratamento contra o mau humor.


Sistema nervoso



O trio respiração, foco e movimento aciona o sistema nervoso parassimpático, ou o "descansa e digere", antídoto para a resposta ao stress de "luta ou fuga". O nervo vago, uma das rodovias neurais do seu corpo, envia mensagens relaxantes a todos os seus órgãos. Ahhh...



Pulmões e coração



A respiração abdominal ajuda seus pulmões a se expandir melhor e aperfeiçoa a entrada de oxigênio. O efeito da prática regular de ioga diminui sua frequência cardíaca de repouso - mesmo depois da aula.






Hormônios



O stress aumenta a secreção de cortisol pelas glândulas suprarrenais, o que tem sido associado ao desejo por doces e alimentos gordurosos. Com a ioga, pode ser mais fácil resistir aos lanchinhos.



Sistema imunológico



Outro efeito do aumento da secreção de cortisol é a diminuição da resistência às infecções. Controlando o stress, você se sentirá mais preparada para combater infecções.



Equilíbrio e força



Você se desequilibra muito num primeiro momento, mas continue! Praticar ioga - mesmo que duas vezes por semana durante um mês - pode melhorar seu equilíbrio.

Encarar novas posições alonga seus músculos, tendões e tecidos conjuntivos em algo próximo à sua capacidade máxima. Repetir esses movimentos - sob o olhar atento de um profissional - melhora a força dos músculos do tronco e dos membros. E aumenta também sua flexibilidade, protegendo articulações de possíveis lesões.
Fontes: Fabio Sawada Shiba, neurologista e acupunturista da Fluyr Saudável, Clínica de Combate a Dor e ao Estresse, em São Paulo.
fonte: http://mdemulher.abril.com.br/



Um comentário:

Banner Arte com Sabor